Sábado, 02 de Julho de 2022
23°

Alguma nebulosidade

Curitiba - PR

Tecnologia Tecnologia

Especialistas questionam fragilidade cibernética das mídias digitais

De acordo com o estudo Inside DOOH 2022, da Kantar IBOPE Media, 85% dos brasileiros foram impactados por este tipo de mídia em 2021.

23/06/2022 às 19h40
Por: Cabn Brasil Fonte: Agência Dino
Compartilhe:
Roberto M / Pexels
Roberto M / Pexels

Segundo estudo feito pela consultoria alemã Roland Berger, o Brasil foi o quinto país que mais sofreu ataques cibernéticos em 2021. Um dos alvos mais suscetíveis a esses crimes são as mídias Digital Out of Home (DOOH), popularmente conhecidas como mídias digitais outdoor e indoor, que se propõem a captar o consumidor em movimento, ou seja, nas ruas e locais fechados com grande fluxo de pessoas. De acordo com o estudo Inside DOOH 2022, da Kantar IBOPE Media, 85% dos brasileiros foram impactados por publicidade em mídia DOOH em 2021.

Um dos exemplos mais recentes de ataque as mídias Digital Out of Home (DOOH) foi o caso do Aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que teve seus monitores de publicidade hackeados: as informações sobre os voos, propagandas e horários de embarque foram substituídas por imagens e vídeos pornográficos. Esse ataque ressalta a preocupação dos executivos de TI com a área de cibernética. Segundo a Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), a demanda por seguros cibernéticos cresceu 41,5% no primeiro trimestre de 2022, quando comparado com o mesmo período do ano passado.

O ataque realizado em mídias Digital Out of Home (DOOH) é possível por conta do acesso à internet dos dispositivos, que permitem a atualização de informações em tempo real e de forma automática - o que também os torna mais vulneráveis a esses crimes. Shoppings ou grandes centros de entretenimento com um fluxo intenso de pessoas podem ser afetados com notícias falsas divulgadas em mídias digitais indoor hackeadas, podendo gerar um caos como uma mensagem de incêndio falsa, facilitando furto e fuga de criminosos no meio do tumulto gerado.

Uma forma de impedir os ataques cibernéticos em mídias DOOH é investir em um equipamento capaz de auxiliar na proteção dos dispositivos, como um firewall UTM. Essa ferramenta provê um conjunto de recursos e serviços de segurança, como antivírus e AntiSpam, além de filtros de conteúdo e aplicativo, permitindo que empresas neguem o acesso a sites maliciosos ou não relacionados aos seus negócios. 

“Fazendo uma analogia, imagine que a mídia DOOH é uma casa. Se a casa não tem muro e nem portão, é mais fácil de invadi-la. Porém, se um muro for construído, vai dificultar a entrada. Se você colocar um portão, cerca elétrica, câmeras e alarme, isso vai deixar sua casa com uma segurança bem maior”, diz Diogo Nakazawa, gerente de Produtos e Vendas da Zyxel Brasil, sobre o firewall UTM. 

Multinacionais da área de tecnologia com ações voltadas para segurança estão buscando oferecer soluções para frear os ataques às mídias DOOH, aliando-se às empresas para garantir a proteção de seus dados e dispositivos. Isso é feito através do desenvolvimento e evolução das linhas de firewall, para oferecimento de produtos cada vez mais capazes de minimizar o uso de energia do aparelho e maximizar a proteção completa do equipamento, permitindo o bloqueio de ameaças ocultas e monitoramento especializado de conexões e navegadores. Dessa forma, as empresas podem investir nas mídias externas com garantia de maior segurança sobre a proteção de seus equipamentos e dados. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Curitiba - PR Atualizado às 14h08 - Fonte: ClimaTempo
23°
Alguma nebulosidade

Mín. Máx. 24°

Dom 25°C 11°C
Seg 26°C 12°C
Ter 25°C 11°C
Qua 25°C 11°C
Qui 26°C 12°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete